Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish
A importação de malte e cevada com entrada pelos portos do Paraná teve alta de 29% na comparação entre os meses de janeiro e setembro de 2019 com o mesmo período do ano passado. Outro granel de importação que apresentou alta no fechamento do período é o trigo: 33% a mais do cereal. Nos nove primeiros meses deste ano, 385,7 mil toneladas de malte e cevada desembarcaram pelo Porto de Paranaguá. Nos nove primeiros meses de 2018 o volume somou 299,4 mil toneladas dos granéis. Os 63 navios que chegaram carregados com os produtos, de janeiro a setembro deste ano, trouxeram esses cereais da Argentina, Uruguai, Espanha, Austrália e Ucrânia. O destino é o próprio Paraná. Um dos principais importadores de malte e cevada que entram pelo Porto de Paranaguá é a Cooperativa Agrária Agroindustrial. O coordenador comercial de Malte, Alexandre Klarke, explica que as condições climáticas durante o último…
O desenvolvimento das indústrias naval e petrolífera no Leste Fluminense ganhou ânimo novo. A Petrobras assinou na semana passada uma parceria com a empresa norueguesa Equinor para escoamento do gás natural pelo Comperj , enquanto a Empresa Gerencial de Projetos Navais (Emgepron) anunciou uma soma de forças com prefeituras da região para o reaquecimento da indústria naval. A meta é a criação do Cluster Tecnológico Naval do Rio de Janeiro , reunindo o polo marítimo de Niterói e integrando os setores de óleo e gás, portuário e pesca a fim de gerar empregos e negócios. A iniciativa do cluster faz parte do Plano de Fortalecimento da Frente Marítima da Niterói , que está sendo desenvolvido pela prefeitura, através da Secretaria municipal de Fazenda e da Agência de Atração de Investimentos Nit-Negócios. Com previsão de ser anunciado no mês que vem, no aniversário da cidade (dia 22), o plano é dividido…
O mercado de frete de superpetroleiros enfrenta uma indisponibilidade que fez os preços subirem, afetado pelas sanções americanas contra uma importante empresa chinesa de navios e pelo grande número de embarcações tiradas da água para a instalação de purificadores das emissões de enxofre. As tarifas no mercado à vista para fretar viagens de superpetroleiros entre o Golfo Pérsico e a China triplicaram nas últimas duas semanas e chegaram a um valor de quase US$ 140 mil por dia na quinta-feira, segundo a corretora de navios nova-iorquina Poten & Partners. Corretoras de navios informam que as firmas comercializadoras de petróleo têm encontrado dificuldade para contratar superpetroleiros — que podem transportar mais de 2 milhões de barris — desde que, há duas semanas, o governo dos EUA impôs sanções a duas subsidiárias da Cosco, maior dona de petroleiros da China, por seu suposto envolvimento no favorecimento a vendas de petróleo iraniano. Ao…
O Grupo Libra pediu, na Justiça, a anulação do processo arbitral que reconheceu a dívida bilionária da operadora portuária com a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), estatal que administra o Porto de Santos. A Libra aponta, entre outras questões, que o árbitro escolhido para o caso não é imparcial. A sentença que condenou o grupo a pagar sua dívida foi proferida pelo Centro de Arbitragem e Mediação da Câmara de Comércio Brasil-Canadá (CAM-CCBC) em janeiro. No mês passado, o valor foi definido em R$ 3,4 bilhões. A disputa envolve principalmente o contrato do Terminal 35 (T-35) do Porto, explorado pela Libra Terminais, na Ponta da Praia. A Docas cobra as tarifas referentes ao arrendamento e à operação da instalação, com base em valores propostos pela própria empresa quando venceu a licitação para administrá-lo, em 1998. O grupo argumenta que a Autoridade Portuária não respeitou o que estava…
O Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou com ressalvas, nesta quarta-feira, as regras propostas pelo governo para o megaleilão de petróleo do pré-sal. O certame já está marcado para o dia 6 de novembro, no Rio, mas o aval do tribunal dá segurança jurídica e evita contestações para a operação. O governo espera arrecadar R$ 106,5 bilhões com o leilão para exploração de petróleo e gás natural em quatro áreas no pré-sal da Bacia de Campos, no litoral do Estado do Rio. O leilão foi viabilizado pela revisão do contrato da chamada cessão onerosa, pelo qual a Petrobras, em 2010, recebeu da União o direito de explorar até 5 bilhões de barris de petróleo nessas áreas, como parte do seu processo de capitalização. Como estudos geológicos mostraram mais tarde que pode haver até 15 bilhões de barris ali, esse excedente será levado a leilão agora. Do total a ser…
O desenvolvimento e a modernização do Porto de Santos são temas debatidos constantemente pela Companhia Docas do Estado São Paulo (Codesp), a autoridade portuária, e agentes ligados ao setor marítimo e portuário. No fim de setembro, durante o I Congresso Paulista de Direito Marítimo e Portuário, realizado na Associação Comercial de Santos, o presidente da Codesp, Casemiro Tércio de Carvalho, já apontava para esta necessidade, além de cobrar proatividade por parte daqueles envolvidos na comunidade portuária. "Porto não pode ser mais o do saco de açúcar em cima do ombro. Você vai em outros portos no mundo e não tem uma pessoa no cais, é tudo automatizado. Mas essa mão de obra está em algum lugar fazendo isso aí. Não há uma pessoa no costado, mas existem 500 engenheiros num prédio fazendo a programação", comentou Carvalho. "Temos que fazer isso porque, se não for Santos, algum outro porto na costa…
Quase cinco anos depois de os pagamentos terem sido interrompidos pela Sete Brasil à Keppel Offshore & Marine para a construção de seis plataformas semissubmersíveis, o estaleiro de Cingapura ficará com quatro das plataformas incompletas e as duas negociadas com a Magni Partners. As subsidiárias Keppel FELS e Fernvale firmaram um acordo com a Sete Brasil sobre os contratos de Engenharia, Aquisição e Construção (Contratos EPC) para as seis plataformas. O acordo prevê que a Keppel Fernvale adquira quatro plataformas, todas longe da conclusão. As quatro plataformas compreendem os contratos de EPC para a Bracuhy e a Portogalo, que estão 40% e 21% concluídas respectivamente, e a Mangaratiba e Botinas, com menos de 10% de construção. Os quatro contratos foram considerados rescindidos de forma amigável, sem multas ou reembolsos. As duas plataformas mais próximas da conclusão, a Urca e a Frade, pertencerão à Magni Partners, uma empresa controlada pelo presidente…
O novo Marco Legal das Ferrovias volta à pauta da Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) e poderá ser votado nesta terça-feira (8). De autoria do senador José Serra (PSDB-SP), o projeto de lei (PLS 261/2018) visa incentivar investimentos no setor ferroviário. Para o presidente da CI, senador Marcos Rogério (DEM-RO), a proposta é estratégica para o desenvolvimento econômico do país. Relatada pelo senador Jean Paul Prates (PT-RN), a matéria teve ampla discussão em razão da “complexidade” do tema. Fonte: Agência Senado
A audiência pública necessária para o arrendamento dos lotes STS14 e STS14A,voltados para a movimentação de celulose no Porto de Santos, será realizada no próximo dia 25. O evento será no Centro de Treinamento da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), no Macuco, das 10 às 12 horas. As discussões serão coordenadas pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). Os dois lotes estão localizados na Ponta da Praia, onde hoje está o terminal de contêineres do Grupo Libra, que deixará o local. A área do STS14 tem aproximadamente 31 mil metros quadrados e fica na região do antigo Armazém 33. A capacidade estática estimada é de 97 mil toneladas e a dinâmica, de 2 milhões de toneladas ao ano. Já o STS14A tem cerca de 35 mil metros quadrados e está localizado na região do antigo Armazém 35. A capacidade estática estimada é de 124 mil toneladas e…
Pagina 1 de 231