Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish
O anúncio de licitações de três navios plataforma (FPSO) para exploração de petróleo no próximo ano, pela Petrobras, cada um orçado em US$ 1 bilhão, pode apontar um caminho de recuperação aos estaleiros nacionais. Mas há entraves. Enquanto a petrolífera busca se livrar das regras conteúdo local - que estabelecem percentuais de participação da indústria nacional nas encomendas - alegando que a construção de navios-plataforma no Brasil seria mais cara do que no exterior, a indústria naval faz campanha para manter as exigências. É que, empreendimentos como o Estaleiro Atlântico Sul (EAS), em Suape, veem na construção das plataformas uma oportunidade de contratos, depois de terem encomendas da Transpetro canceladas e mergulharem em crises e demissões. Somente no caso do EAS, as perdas foram de sete das 22 encomendas da Transpetro. Atualmente, a empresa tem encomendas apenas até 2019. Uma janela de oportunidades seria a fabricação de cascos das FPSOs,…
A Santos Brasil assinou hoje termo aditivo ao contrato do Terminal de Contêineres de Vila do Conde, localizado na cidade de Barcarena (a 96 km de Belém), no Pará, que prevê a prorrogação antecipada do prazo do arrendamento por mais 15 anos. Em contrapartida, a empresa vai investir R$ 37,24 milhões na ampliação e modernização do terminal nos próximos dois anos. No total, serão investidos 129,04 milhões até 2033. O projeto vai elevar a capacidade de movimentação do Tecon Vila do Conde para 163 mil TEU/ano. Os novos investimentos são fundamentais para que o terminal possa atender à crescente demanda por movimentação e armazenagem de cargas conteinerizadas no porto de Vila do Conde. Garantirão também o aumento da eficiência operacional e a continuidade da qualidade na prestação do serviço. Desde 2008, quando comprou a empresa arrendatária do terminal, a Santos Brasil já investiu em Vila do Conde mais de R$…
O Porto Itapoá, no Norte de Santa Catarina, inaugurou a nova configuração de seus serviços para a Europa, que agora tem a participação de três armadores. A Maersk Line juntou-se à Hamburg Sud e à CMA-CGM, garantindo maior amplitude e disponibilidade nessas rotas, com menor tempo de rotação dos navios entre as escalas, o que representa um grande diferencial para as empresas que movimentam suas cargas pelo Porto Itapoá. A estreia dos serviços Europa dentro da nova configuração ocorreu no último dia 29 de outubro com a atracação do navio CMA CGM "Magdalena". A embarcação faz parte da serviço Mesa/Sirius/Bossa Nova (Mediterrâneo e Sul da Europa). As cargas movimentadas com a Europa, tanto as de exportação quanto as de importação, representam hoje 30% do volume de movimentação do Porto Itapoá. Consolidar e ampliar esses serviços é parte da estratégia de crescimento do terminal. Dentro de poucos meses, com o fim…
A Usiminas, maior produtora de aços planos do país, enxerga recuperação mais rápida de seu mercado no ano que vem e quer se aproveitar dessa tendência vendendo mais produtos laminados a quente e a frio para reforçar o resultado, segundo o presidente da companhia, Sérgio Leite. Em 2017, até agora, os aços galvanizados a quente estão sendo o carro-chefe do crescimento de vendas da siderúrgica. Esse tipo de aço é majoritariamente destinado ao setor automotivo, que vive bom momento, principalmente pelas maiores exportações. Em entrevista ao Valor, o executivo revelou que sua expectativa é de crescimento em 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB) durante 2018, em linha com a média dos economistas. Se isso se confirmar, o mercado de aços planos tem potencial para subir de 5% a 10% no país, por conta de sua elasticidade na economia. Em relatório publicado na semana passada, o Citi calculou que o consumo…
O licenciamento ambiental das obras do Porto Central, projeto que deve ser construído em Presidente Kennedy, na região Sul do ES, deu um passo importante após o empreendimento ganhar o status de utilidade pública, por meio de um decreto do presidente Michel Temer (PMDB). A mudança foi publicada no Diário Oficial da União nesta quinta-feira (9) e era uma das obrigações para a supressão vegetal - retirada da mata - onde o porto será construído. O processo de licenciamento se arrasta desde 2014. O decreto, segundo o Ministério dos Transportes, não gera mudanças administrativas, mas é um dos passos para a execução da obra. De acordo com o diretor-presidente do Porto Central, José Maria Novaes, a obra irá empregar cerca de 4 mil pessoas, sendo que pelo menos 70%, ou 2.800 empregados, serão contratados na região do litoral Sul do Estado. A primeira fase da obra terá um investimento de…
O Real Consulado Geral da Noruega no Rio de Janeiro, junto com a Innovation Norway, agência de fomento da Noruega, e Câmara de Comércio Brasil-Noruega (NBCC), divulgaram ontem o Norwegian Investments Report 2017, relatório que mostra o volume de investimentos feitos por instituições públicas e privadas da Noruega no Brasil. Os investimentos realizados pela Noruega em 2016 no Brasil somaram US$2,9 bilhões, ficando entre os oito maiores investimentos externos diretos (FDI, Foreign Direct Investments), superando países como Japão, China, Alemanha, entre outros. Os investimentos praticamente dobraram nos últimos cinco anos, passando de US$ 11 bilhões em 2012 e US$ 18,4 bilhões em 2015, para US$ 21,3 bilhões em 2016. A indústria petrolífera brasileira lidera a atração de investimentos, que aumentaram em 140% desde 2014 nos setores de óleo e gás, naval e offshore. Somadas, as indústrias naval, de petróleo e gás e offshore respondem por mais da metade dos investimentos…
Suape completa, nesta terça-feira (07), 39 anos. O porto-indústria abriga 100 empreendimentos instalados ou em fase de implantação, que geram mais de 18 mil empregos diretos. Outras indústrias e grandes projetos estão a caminho. O Aché Laboratório Farmacêutico vai instalar a maior fábrica do grupo no Complexo de Suape, com aporte de R$ 500 milhões, o maior anúncio de investimento privado no Brasil no ano passado. Serão 500 empregos diretos e 2,5 mil indiretos. O segundo terminal de contêineres (Tecon 2) está bem próximo de tornar-se uma realidade, com previsão de investimento da iniciativa privada da ordem de R$ 1 bilhão. Com a conclusão do Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA), o projeto agora aguarda os trâmites do governo federal e deve estar no mercado no ano que vem. Outros projetos devem ser concluídos em breve. É o caso dos parques de tancagem da Pandenor e da Decal,…
A licitação do segundo terminal de contêineres - Tecon 2 - do Porto de Suape deve seguir o modelo de maior outorga, segundo o presidente do porto, Marcos Baptista. Nesse caso, vence a licitação quem paga o maior valor em relação ao mínimo estabelecido pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). O investimento previsto no projeto é de R$ 1 bilhões da iniciativa privada, com o arrendamento do terminal por 35 anos, prorrogáveis por mais 35. Todo o investimento na estrutura do terminal e na dragagem serão de responsabilidade da empresa arrendatária e a expectativa é que a licitação aconteça até o fim do primeiro semestre do próximo ano. No início desta semana, representantes do Porto de Suape e do Governo do Estado apresentaram o resultado do Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (Evtea) do Tecon 2 aos representante do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), da Antaq e…
O Porto de Suape fechou o mês de setembro com a melhor marca na movimentação de cargas de 2017. O atracadouro, que é reconhecido por sua liderança nacional na movimentação de granéis líquidos e na movimentação de cabotagem, apresentou crescimento de 9% nas suas operações. No período, foram 2.118.030 de toneladas de produtos, ante 1.942.437 de toneladas em setembro de 2016. Os dados foram divulgados pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). Este resultado foi impulsionado pela movimentação dos granéis líquidos, com 1.608.550 toneladas dos produtos que chegaram e saíram por Suape. O alcance representou o crescimento de 3% em relação a setembro de 2016, quando este tipo de carga registrou 1.552.997 de toneladas. Também a melhor marca de 2017. Dentro deste grupo de cargas, os combustíveis Diesel S-10 (451.404 de toneladas) e o Diesel S-500 (41.298 de toneladas), que somados representam 492.702 de toneladas, foram os produtos mais movimentados.…
Pagina 1 de 202