Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Russian Spanish
A Tegma anunciou, neste mês de setembro, a criação de uma joint venture com a Silotec, empresa de logística do Espírito Santo. Com a novidade, será criada a Gestão de Desenvolvimento em Logística (GDL), responsável pelos serviços de armazenagem geral e alfandegada tanto da Tegma quanto da Silotec em território capixaba. A GDL já nasce com uma estrutura composta por mais de 60 mil m² de armazéns cobertos e cerca de 220 mil m² de pátios. Além disso, a joint ventura contará com a ampla carteira de clientes da Tegma e todo o know-how do operador em serviços integrados de logística para diversos segmentos, como de tecnologia, automotivo, bens de consumo e químico. “A associação é o resultado de operações alinhadas com uma estratégia de oferecer serviços inovadores por meio de um provedor logístico integrado, capaz de atender de maneira diferenciada toda a cadeia logística dos clientes”, afirma Gennaro Oddone,…
O Porto do Pecém apresentou crescimento de 101% na navegação de cabotagem no resultado acumulado até o mês de agosto, na comparação com o mesmo período do ano passado. O aumento se deu, principalmente, por conta dos desembarques de minério de ferro (2.647.666 toneladas), produtos siderúrgicos (184.216 toneladas) e arroz (129.035 toneladas), além de outros itens. No embarque os destaques foram: farinha de trigo (85.569 toneladas), sal (79.218 toneladas), cimentos (39.485 toneladas) e placas de aço (27.613 toneladas). Os resultados positivos do terminal não ficam limitados à navegação de cabotagem, pelo contrário, todas os segmentos de movimentações realizadas apresentaram crescimento em relação ao mesmo período de 2016. No geral passaram pelo porto 10.164.675 toneladas, uma alta de 68% se comparado com o resultado correspondente do ano passado. Já as importações cresceram 49%, passando de 5.185.348t em 2016 para 7.727.852 toneladas em 2017. Enquanto as exportações subiram 183%, de 861.542 toneladas…
Navios que escalam no Porto de Santos continuam registrando atrasos por conta de problemas no abastecimento. A falta de barcaças e até de combustível atrasa o planejamento das embarcações e causa prejuízos aos usuários do cais santista. Os cargueiros utilizam um produto especial em seus motores denominado óleo bunker. No Porto de Santos, seu carregamento é realizado pela Transpetro, subsidiária da Petrobras. Em alguns casos, segundo o Sindicato das Agências de Navegação Marítima do Estado de São Paulo (Sindamar), o término do abastecimento acontece após o final das operações de embarque e desembarque de mercadorias. Isso causa um transtorno entre agentes marítimos e os terminais, que ficam impedidos de receber novas embarcações enquanto o bombeamento do óleo não é concluído. No caso do navio Maersk Mikage, a saída foi seguir sem realizar o abastecimento até o Porto do Rio de Janeiro. A embarcação deixou o cais santista na última terça-feira…
A Agência Nacional de Transportes Aquaviário – ANTAQ divulgou nesta segunda-feira (11) o Boletim Informativo Aquaviário com as estatísticas da movimentação dos portos organizados e instalações portuárias privadas do segundo trimestre de 2017. Os dados, disponíveis no link no final desta matéria, mostram que os portos organizados e os terminais privados (TUPs) movimentaram 270,6 milhões de toneladas, o que representa um aumento de 4,3% em relação ao mesmo período de 2016, totalizando um acréscimo de 11,3 milhões de toneladas. Segundo o Boletim, que é produzido pela Gerência de Estatística e Avaliação de Desempenho, o resultado do setor portuário brasileiro, no segundo trimestre deste ano, foi afetado principalmente pela movimentação de commodities, com crescimento de 4,4% no grupo de minérios, e de 2,9% em sementes e frutos oleaginosos. Em relação aos TUPs, houve um aumento de 7,1%, nesse segundo trimestre, em comparação a igual período do ano passado, encerrando uma sequência…
O Porto do Açu registrou mais um marco, com a atracação do primeiro navio Panamax no Terminal Multicargas (T-MULT), na primeira semana deste mês. A embarcação White Whale, vinda de Vancouver, no Canadá, trouxe 39 mil toneladas de carvão para o Açu e foi descarregada com o apoio de 18 carretas que fazem o transporte de carga do cais para o pátio de graneis do terminal. Panamax é o termo usado para as embarcações que alcançaram o tamanho limite para passar nas eclusas do Canal do Panamá até 2016, quando o canal foi ampliado. O primeiro navio deste porte a atracar no terminal, tem 225 metros de comprimento, 32 metros de largura e 10 metros de calado. “É um orgulho para o nosso time do T-MULT estar envolvido no registro de mais um marco para o empreendimento. A nossa missão é trabalhar para que toda a operação aconteça de forma…
O TCP Terminal de Cont?ineres de Paranagu?, segundo maior terminal de cont?ineres da Am?rica do Sul, bateu em agosto o recorde de movimenta??o de cont?ineres cheios dentro de um ?nico m?s desde sua cria??o, em 1998. O Terminal movimentou no m?s 74.898 TEUs (unidade de cont?iner de 20 p?s) e o volume de cont?ineres cheios exportados e importados foi 12% superior ? agosto de 2013. FOTO DENIS FERREIRA NETTO/ESTAD?O Após mais de um ano de negociações, a estatal chinesa China Merchants Port Holding (CMPorts) anunciou neste domingo, 3, a compra de 90% do Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP) e a empresa de serviços logísticos TCP Log, por R$ 2,9 bilhões (US$ 925 milhões). A transação envolve 90% dos ativos portuários. O fundo americano Advent, que tinha 50% da TCP, vendeu toda sua fatia. Os acionistas restantes – as empresas espanholas Galigrain e TCB –, também saem do negócio. Já…
A Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) realizou um trabalho de planejamento portuário pioneiro no Brasil. O estudo, desenvolvido em conjunto com a comunidade portuária local, define premissas detalhadas de curto, médio e longo prazo para o aperfeiçoamento da área marítima dos portos paranaenses, como dragagens, derrocagens, batimetrias e estruturas de acostagem. Esse Planejamento Estratégico da Infraestrutura Marítima dos Portos do Paraná (PEIM-PR) é o primeiro deste tipo elaborado por um porto brasileiro. Ele compreende um levantamento minucioso do histórico e da situação atual dos portos de Paranaguá e Antonina e leva em conta tendências futuras de demanda, tráfego marítimo e outros aspectos fundamentais para o planejamento da logística paranaense pelos próximos 30 anos. O Planejamento está disponível para download e consulta no site da Appa – www.portosdoparana.pr.gov.br Entre os pontos abordados estão a dragagem de regularização dos canais de acesso, bacia de evolução e áreas de fundeio…
O terminal Sepetiba Tecon vai começar a operar um serviço combinado entre a Maersk, CMA CGM e Hamburg Süd, com duas escalas semanais de importação e exportação entre Brasil e norte da Europa e do Mediterrâneo. A escala em Sepetiba visa tornar mais rápido o trânsito entre os terminais do Rio de Janeiro e os portos europeus. A primeira embarcação a atracar no porto de Itaguaí será o "CMA CGM Magdalena", navio de 300 metros de comprimento e 48 de largura, previsto para outubro. Este serviço é esperado para contribuir com um movimento combinado de 45 mil TEUs de de carga combinada de café, automóveis e produtos químicos, entre outros. No sentido importação, estão previstos 15 mil TEUs/ano através deste novo serviço. Fonte: Portos e Navios
A Transcronos, com sede em Santos (SP), é especializada no desembaraço aduaneiro do setor automotivo, entre outros O Grupo Martins ampliou a presença no mercado de assessoria aduaneira com a aquisição da empresa Transcronos, com sede em Santos (SP), especializada no desembaraço aduaneiro do setor automotivo, entre outros. Pelo acordo, a Transcronos transfere toda carteira de clientes e concede o direito de uso da marca. "Foi um passo importante, porque essa compra nos posiciona estrategicamente no segmento de autopeças e marca uma nova etapa no nosso crescimento", afirma Lourival Martins, presidente do Grupo Martins. Após a fusão, a Martins passará a executar cerca de sete mil processos mensais entre importações e exportações. A viabilidade desse crescimento se deve ao alto investimento em tecnologia de ponta em sistemas e softwares de desembaraço aduaneiro. Essa quantidade de processos projeta o grupo para o topo do ranking das empresas de assessoria aduaneira do…
Pagina 1 de 200